Tradução: «legaña»

Substância amarelada, etc.

 

    «Denme a mí que Quiteria quiera de buen corazón y de buena voluntad a Basilio, que yo le daré a él un saco de buena ventura: que el amor mira con unos anteojos que hacen parecer oro al cobre, a la pobreza riqueza, a las legañas, perlas» (Don Quijote de la Mancha, Miguel de Cervantes, II, 19).

    É verdade, legaña (ou lagaña) não oferece nenhuma dificuldade de tradução, mas continuem a ler. Uns verte-la-ão por remela, outros, com um pendor mais popular, por ramela, porque outra coisa não é. Não que eu, neste caso, o sugira, mas também temos o vocábulo, que é um regionalismo, com o mesmo significado — laganha. Já sabem de onde vem. O Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora di-lo proveniente do castelhano lagaña. Não é bem assim: chegou-nos pelo castelhano, mas o étimo é, segundo alguns estudiosos, o vocábulo eusquera lakaiña, com o mesmo significado.

 

[Texto 7565]

Helder Guégués às 22:02 | comentar | favorito | partilhar