Tradução: «morocco leather»

Vá mandando

 

      «O próprio caderno onde a lista foi inscrita mostra a opulência da encomenda. Está encadernado em couro marroquino vermelho e marcado com as armas reais de Espanha, na capa e contracapa, com gravação a ouro. A lista, em excelente estado de conservação, fazia parte de numa coleção privada inglesa, e foi publicada pela primeira vez no catálogo da exposição “The S.J. Phillips Collection of Jewels of Portugal”, organizado pela Sotheby’s, em Lisboa, em maio último» («O que comprava uma rainha portuguesa em Paris há 200 anos? Lista tem 71 páginas», Carolina Rico, TSF, 12.01.2018, 14h39).

      Sim, Carolina Rico, no catálogo da Sotheby’s lê-se que é de «red morocco leather», mas bem pode ter sido feito em Alcanena. Morocco (leather), senhora jornalista, traduz-se por marroquim, que só etimologicamente é que é de Marrocos. Claro que não deixou de haver marroquim de Marrocos, não é? Não tem de quê, vá mandando sempre.

 

[Texto 8571]

Helder Guégués às 17:31 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,