Tradução: «potable»

Não é água

 

      Há erros e erros, nem todos têm a mesma gravidade. Ontem, ao início da noite, vi na RTP2 uma parte do episódio Mistério na Ópera, da série Mistérios de Paris. Comecei a ver precisamente quando duas personagens, duas mulheres, conversavam e a mais velha lançava as cartas à mais nova. Ia aparecer um amor. A mais velha comentou então que desejava que não fosse um espectador. «Nem um empregado, já dormi com a maior parte dos potáveis», responde a mais nova. Onde é que o responsável pela tradução e legendagem, Miguel Vasconcelos, alguma vez ouviu isto de um português? Nunca. Erro crasso que temos de defenestrar. Em português, «potável» significa que se pode beber, e nada mais. Já em francês, que é a língua da série, potable tem um significado adequado ao contexto: «[En parlant d’une pers.] Ça t’apprend à connaître les hommes : des flambards dont pas un sur dix peut faire un amoureux potable (QUENEAU, Pierrot, 1942, p. 98)» (in Trésor de la langue française informatisé). Como traduzir então? Por exemplo, por «aproveitável», «aceitável». Pobres telespectadores...

 

[Texto 8504]

Helder Guégués às 10:29 | comentar | favorito
Etiquetas: ,