Tradução: «pulsing blue light»

Mais cortes

 

 

      «Quando a luz azul intermitente do giroscópio deslizou sobre aquele cenário, Barry estava caído inerte no chão, no meio de uma poça do seu próprio vómito; Mary estava agachada ao seu lado, com os joelhos das calças justas rasgados, a agarrar-lhe a mão, a chorar e a murmurar o nome dele» (Uma Morte Súbita, J. K. Rowling. Tradução de Alberto Gomes, Manuel Alberto Vieira, Marta Fernandes e Helena Sobral. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2013, p. 13).

      Ena, tantas palavras! Até eu, que me pelo por pormenores e precisões, acho excessivo. No original: «By the time the pulsing blue light slid over the scene, Barry was lying motionless and unresponsive on the ground in a pool of his own vomit; Mary was crouching beside him, the knees of her tights ripped, clutching his hand, sobbing and whispering his name.» Na tradução brasileira, apenas isto: «quando a luz azulada se aproximou piscando». Bastava suprimir o «giroscópio»: «quando a luz azul intermitente deslizou, etc.». São as gorduras das traduções.

 

[Texto 4017] 

Helder Guégués às 17:46 | favorito
Etiquetas: ,