Tradução: «self-fulfilling prophecy»

Fica-lhe mal

 

      «É aquilo a que a língua inglesa chama self-fulfilling prophecy, uma profecia que acaba por se cumprir porque o seu obsessivo anúncio ajudou, e muito, a que ela viesse a concretizar-se» («A esquerda chamou os fascistas; os fascistas vieram», João Miguel Tavares, Público, 25.10.2018, p. 56).

      João Miguel Tavares, o respeitinho ao inglês não é bonito. Em português, bem ou mal, diz-se «profecia auto-realizável». Aqui fica, bem explicadinho: «Segundo este autor, se crescermos a ouvir ideias negativas acerca de nós próprios, acabamos por ser programados por elas, caindo nas profecias auto-realizáveis, ideias que tanto foram pronunciadas que acabaram por se tornar verdadeiras» (Clínica da Infância, Teresa Paula Marques. Alfragide: Oficina do Livro, 2011, p. 37).

 

[Texto 10 197]

Helder Guégués às 08:49 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,