Tradução: «US Attorney»

Não é porteiro

 

 

    «O cunhado, Tim Reardon, trabalhava na Procuradoria-Geral dos Estados Unidos e tinha muito bons contactos» (O Voo das Águias, Ken Follett. Tradução de Isabel Nunes e Helena Sobral. Queluz de Baixo: Editorial Presença, 2013, 3.ª ed., p. 79).

   Ora muito bem, trabalha na Procuradoria-Geral dos Estados Unidos. Parabéns. Mas que faz, é o porteiro? Não: «was a US Attorney in the Justice Department». Ah, assim já ficamos a saber. Na tradução brasileira, lê-se que «era procurador federal, trabalhava no Departamento de Justiça».

 

  [Texto 3935]

Helder Guégués às 07:24 | favorito
Etiquetas: