Troca de conceitos

O dicionário e o Pai Natal

 

      «Rabito fez uma transliteração fonética do seu dialecto siciliano, cada palavra separada por um ponto e vírgula — mais de mil páginas sem qualquer outra pontuação, nenhuma pausa. Em 2007, a conhecida editora Einaudi publicou essa obra — revista e editada — sob o título Terra Matta. Cinco anos depois, o livro deu um filme documental, o multipremiado Terramatta: o século XX italiano do analfabeto siciliano Vincenzo Rabito» («Todas as memórias podem dar livros», Vanessa Rato, Público, 14.12.2015, p. 27).

      Será mesmo de transliteração que se trata? Ora eu duvido. O que vejo em todo o lado é que se trata de uma língua inventada, nem italiano, nem dialecto. Se a fonte é a oralidade, é de transcrição que se trata. Por precaução, peça um dicionário ao Pai Natal.

 

[Texto 6478]

Helder Guégués às 15:17 | comentar | favorito
Etiquetas: ,