«Tweeterizável»!!!

Horror

 

      «Se Erdogan, Putin e Xi Jinping atacaram a regra de George Washington (limite de mandatos), os líderes africanos têm seguido a tendência oposta. Não se fala desta tendência porque é uma boa notícia, porque é um processo histórico sem momentos de sangue televisionado ou tweeterizável – o motivo central da permanente e abissal diferença entre a realidade e a perceção da realidade» («E se África for o futuro?», Henrique Raposo, Expresso Diário, 11.06.2018).

      Depois do «desganguesterizar», creio que estou preparado para tudo. «Tweeterizável» é mesmo uma coisa bárbara, concordarão comigo. A ter de escrever algo semelhante, mas com uma feição portuguesa, não será «tuitável»?

 

[Texto 9393]

Helder Guégués às 20:48 | comentar | favorito | partilhar