Um nicho não é um alçapão

Confusões sem fim

 

      «Um quadro do célebre pintor austríaco Gustav Klimt foi encontrado atrás de uma parede na galeria Ricci Oddi, na cidade italiana de Piacenza, de onde teria sido roubado, em fevereiro de 1997. [...] Os trabalhadores da galeria de arte estavam a limpar uma parede da galeria, quando encontraram um alçapão — do outro lado estava um saco de plástico. Lá dentro? Estava o famoso “Retrato de uma Senhora”, pintado por Klimt em 1917, que se julgava ter sido roubado» («Quadro desapareceu há 20 anos de uma galeria de arte. Agora foi encontrado... no mesmo sítio», Rita Carvalho Pereira, TSF, 11.12.2019, 12h12).

      A habitual falta de cuidado dos jornalistas... A imprensa italiana fala (e as imagens mostram) numa portinhola de um nicho — lo sportello di una nicchia. Assim, Rita Carvalho Pereira devia conferir urgentemente a definição de alçapão nos dicionários. Foram trabalhadores que estavam a fazer a manutenção do jardim da galeria que, ao removerem a hera de uma parede (rimuovendo l’edera da una parete), descobriram a portinhola do nicho e depararam com o quadro.

 

[Texto 12 459]

Helder Guégués às 09:30 | favorito
Etiquetas: ,