Um pouco mais de (re)visão

No mesmo artigo...

 

      «A seleção da pátria do desporto-rei, hiperfavorita, perdeu com a da ilha vulcânica do Atlântico Norte onde, há meia dúzia de anos — antes da disseminação de estádios cobertos — era quase impossível jogar futebol de outubro a abril. […] É a pátria da mais bela epopeia do Euro 2016 — resultado do investimento em estádios indoor, na formação de jovens atletas e na recolha dos frutos dos que emigraram para ligas estrangeiras — e vai encontrar a anfitriã França, nos quartos-de-final» («Adeus[,] Inglaterra: a epopeia da Islândia tem um novo capítulo», Rui Marques Simões, Diário de Notícias, 28.06.2016, p. 46).

 

[Texto 6918]

Helder Guégués às 00:03 | comentar | favorito
Etiquetas: ,