Uma espécie de latim

Só que não é

 

      «Temos portanto que as barreiras para uma vitória democrata são mais altas do que antes e do que se costuma imaginar. A Joe Biden não basta estar à frente nas sondagens (Hillary Clinton também esteve), nem ter mais votos (idem), nem sequer ter muito mais votos (ibidem)» («E se ninguém ganhar as eleições nos Estados Unidos?», Rui Tavares, Público, 26.08.2020, p. 40).

      Para Rui Tavares, é como se idem e ibidem fossem sinónimos. Nada mais errado. E o itálico, estão a poupá-lo? Já teria uma pista a pertença destes dois termos a classes gramaticais diferentes, mas isso era se quem escreve consultasse dicionários e gramáticas.

 

[Texto 13 877]

Helder Guégués às 09:00 | favorito
Etiquetas: ,