Única e exclusivamente

Temos é de pensar

 

     «“Dirija-se a um super ou hipermercado e tente encher um carrinho de compras com diferentes produtos que não têm embalagens nem etiquetas feitas de plástico”» («Uma gigantesca “sopa” feita com 270 mil toneladas de plástico», Pedro Sousa Tavares, Diário de Notícias, 12.12.2014, p. 24).

      O «súper» lá de trás, que está errado, fazia aqui falta, porque a forma reduzida de «supermercado» é «súper» e não «super». Ora aqui está uma boa analogia: quando usamos dois advérbios de modo seguidos, com o primeiro na forma abreviada, este tem a acentuação da palavra plena ou desenvolvida. Por exemplo, «única e exclusivamente», e não «unica e exclusivamente».

 

[Texto 5367]

Helder Guégués às 21:25 | comentar | favorito | partilhar
Etiquetas: ,