Vão mazé...

Seria inesgotável

 

 

    Só agora é que vi que alguns dicionários registam «né», contracção de «não» com «é». Para não ir mais longe, então também deviam registar «mazé», junção de «mas» com «é». (Que, estranhamente, já vi grafada com apóstrofo, «mas’é»... Está a marcar a elisão de quê, neste caso? Talvez do bom senso.) Tem de se ser mais criterioso, ou deixarão de ser dicionários para passarem a ser repositórios de tudo o que se diz, seja lá como se diga. Porque não registar, pois, palavras com prolongamento de letras com efeitos prosódicos? Olaaaaaaaaaá! Agueeeeeeeeeeenta! Uma mina inesgotável, esta.

 

[Texto 4994]

Helder Guégués às 07:38 | comentar | favorito
Etiquetas: