«Vegano/flexitariano»

Estranhas opções

 

      «E o futuro é vegan? “Para mim, o futuro é flexitariano: pode comer-se carne, mas menos do que se come hoje. A ciência não diz que temos de deixar de comer carne, diz que temos de deixar de comer tanta carne”, responde Török [do departamento de sustentabilidade da empresa sueca Max Burgers], adepto desta corrente alimentar» («“Se uma cadeia de hambúrgueres consegue combater as alterações climáticas, o mundo também consegue”», Claudia Carvalho Silva, Público, 13.03.2019, p. 32).

      Que sentido faz, Claudia Carvalho Silva, optar por escrever vegan, mas flexitariano? Absolutamente nenhum. Natural era o par vegano/flexitariano. Fica para a próxima. (Procure também escrever correctamente a fórmula molecular do dióxido de carbono: CO2. Demora tanto a fazer bem como mal.)

 

[Texto 10 954]

Helder Guégués às 09:27 | comentar | favorito
Etiquetas: ,