Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Linguagista

Verbo «faltar», uma vítima

Da ignorância

 

 

      «O inquérito interno», disse a repórter da RTP1 no Telejornal de ontem, «que foi desencadeado pela universidade ainda não está concluído: faltam respostas, faltam apurar responsabilidades» (14.02.2014, 20h04).

      Este é um dos erros mais comuns na conjugação verbal. Ora, o sujeito do verbo faltar, que é pessoal, é outro verbo, o verbo apurar, que está no infinitivo. O valor nominal do verbo no infinitivo exige assim que o verbo faltar esteja no singular: «faltam respostas, falta apurar responsabilidades».

      Ando a ensinar isto há dez anos. Esta repórter, já sei, não vai aprender, porque não tem aqui o nome. O (doravante) ex-leitor percebe assim, com mais esta ajuda, a utilidade de indicar a autoria? E quem perde se os autores dos erros não vêm cá? Os leitores de livros, de jornais, os ouvintes, os alunos, os telespectadores, etc. Vão reincidir nos mesmos erros. Para rematar, quem destila afinal ódio? Quando vêem aqui expostos os erros (os erros, não as suas honradas pessoas, em que nenhum interesse tenho), bradam, confessam-se ex-leitores de sempre (embora nunca contribuíssem para a discussão com um átomo da sua vasta sabedoria não livresca) e julgam descobrir o meu móbil: o ódio. Infelizes e intelectualmente desonestos.

 

[Texto 4042]

Comentar:

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.