«Visita de surpresa»

Se fosse mesmo necessário...

 

      A meio da semana, «a namorada fez-lhe uma visita surpresa». Detesto (meu Deus, como detesto!) esta forma de escrever. Ainda se não houvesse alternativa, mas não: «Pontualmente a quinze de Setembro os primos vêm à quinta fazer a sua visita de surpresa anual. Nunca se sabe se virão ou não virão, nem se sabe em que dia chegarão ao certo, e portanto é sempre uma surpresa quando eles aparecem» (Cláudio e Constantino, Luísa Costa Gomes. Alfragide: Publicações Dom Quixote, 2014).

 

[Texto 5657]

Helder Guégués às 18:59 | favorito
Etiquetas: ,