Visões e aparições

Qual a novidade?

 

      Houve por aí alguma agitação quando, esta semana, o P.e Anselmo Borges falou de Fátima e disse, aos microfones da TSF, que na Cova da Iria não houve aparições, mas visões. Que grande novidade, realmente! Em terra de cegos... Só os jornalistas é que são apanhados de surpresa com estas afirmações. Leiam, se fazem favor, o comentário teológico de Joseph Ratzinger a propósito dos acontecimentos na Cova da Iria. Os três pastorinhos não são os videntes de Fátima? Então, os videntes têm visões. (Agora estudem bem o que são, para a teologia, visões.) Ainda assim, ontem, na RTP, António Marujo, jornalista de assuntos religiosos, não deixou de realçar, com alguma surpresa, que Francisco tivesse usado também a palavra «visões».

 

[Texto 7828]

Helder Guégués às 17:08 | favorito
Etiquetas: ,