«Vocabulário da Língua Portuguesa»

Pela língua, píxeis ou caracteres

 

      Está ao alcance de alguns prestarem um serviço inestimável à cultura, à língua, à pátria. Basta quererem. Um desses serviços era os herdeiros de Francisco Rebelo Gonçalves (1907-1982) permitirem que se reeditasse o insubstituível Vocabulário da Língua Portuguesa daquele autor, farol que ainda hoje alumia lexicógrafos, linguistas e estudiosos da língua. O jornal Público, que quer — iniciativa a todos os títulos louvável — pôr Sequeira no lugar certo, devia fazer o mesmo com esta obra de Rebelo Gonçalves. Neste caso, o lugar certo é nas nossas estantes, na nossa mesa de trabalho. Não sou rico, mas não deixaria certamente de comprar uns 500 caracteres. Embora... Vendo bem, talvez os meus concidadãos se interessem mais por píxeis. Seja, então.

 

[Texto 6441]

Helder Guégués às 00:43 | favorito