Yuans e wons — o normal

Os monges e as ovelhas

 

      «Os estrangeiros não têm autorização para possuir ou usar wons. Qualquer estrangeiro de visita ao país só pode usar euros ou yuan chineses» (Dentro do Segredo: Uma Viagem na Coreia do Norte, José Luís Peixoto. Lisboa: Quetzal, reimpressão de Janeiro de 2017, p. 120).

      Quer dizer, «won» tem plural, mas «yuan» não, é isso? Revejam-me lá essa teoria, que está errada. Melhor: espero que não seja teoria nenhuma, espero que seja uma gralha como há muitas outras no livro. Ia invocar São Romualdo, abade, de quem hoje se celebra a memória litúrgica, mas lembrei-me de que é o pai dos monges camaldulenses, e o Dicionário da Língua Portuguesa da Porto Editora não regista — oh! — camaldulense. Já basta as ovelhas saloias não serem admitidas ao seu redil.

 

[Texto 9445] 

Helder Guégués às 07:57 | comentar | favorito
Etiquetas: ,